Logo UFPR

UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR em Jandaia do Sul recebe sua primeira carta-patente por produto redutor de defensivos agrícolas em superfícies de frutas

Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Jandaia do Sul conquistaram um marco importante na área alimentícia. No dia 16 de abril, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) expediu a primeira carta-patente para um produto desenvolvido no campus, que visa reduzir a quantidade de defensivos agrícolas presentes na superfície de frutas. Essa conquista é resultado da colaboração entre o Laboratório LABFenn da UFPR Jandaia e a empresa LABPRO Análises e Produtos Químicos. 

Os titulares da patente são: Angélica Priscila Parussolo Tonin, orientanda de doutorado; Camila Burihan Poliseli, orientanda de mestrado; Eduardo César Meurer, docente; Nathália Maioli Crema, orientanda de Iniciação Científica e Valquíria de Moraes Silva Ribeiro, docente.

Desde 2013, quando a UFPR recebeu sua primeira patente, várias inovações foram registradas, destacando-se a importância do papel da Agência de Inovação da universidade, vinculada à Superintendência de Parcerias e Inovação (Spin), que auxilia os pesquisadores no processo de solicitação.

As patentes garantem aos inventores os direitos de uso de suas inovações, permitindo-lhes conceder esse uso através da venda da patente ou da concessão de licenças em troca de royalties. No caso das patentes originadas de pesquisas na UFPR, os recursos gerados são revertidos para a universidade.

O Problema dos Agrotóxicos

A exposição aos defensivos agrícolas é uma preocupação crescente para a saúde pública. Atualmente, os alimentos que chegam à mesa dos consumidores, frequentemente, contêm resíduos dessas substâncias, que podem causar doenças agudas e crônicas.

Dependendo do tipo de produto, tempo de exposição e quantidade absorvida pelo organismo, os defensivos agrícolas podem causar sérios riscos à saúde e a lavagem convencional, com água e sabão, hipoclorito de sódio ou ácido acético nem sempre é prática para todos.

Do produto desenvolvido

O produto patenteado pela UFPR Campus Jandaia é aplicado por aspersão (borrifado) sobre as frutas e emprega compostos químicos ecologicamente conscientes, que têm uma eficácia superior à água na remoção de pesticidas das superfícies dos alimentos. Além disso, não deixa resíduos e dispensa enxágue. Sua utilização requer apenas quantidades mínimas do produto e não depende da presença de uma pia.

Algumas vantagens na utilização do produto incluem sua facilidade de uso; já que a aplicação por aspersão é prática, mesmo para quem não tem acesso imediato a uma pia; eficiência; o produto utiliza compostos químicos próprios para a remoção de defensivos agrícolas (pesticidas), sem deixar resíduo e sem necessitar de enxágue, pois são necessários volumes muito pequenos de produto; praticidade da embalagem; o produto pode ser envasado em embalagens pequenas do tipo spray, facilitando o uso e podendo ser carregado em bolsas e pochetes.

Cientistas responsáveis pela inovação conduziram uma série de testes com o mais recente redutor de defensivos agrícolas, inicialmente em tomates e, posteriormente, em cachos de uvas. Os resultados obtidos em ambas as frutas foram notavelmente promissores. Essa inovação representa um marco importante para o Campus, pois é o primeiro registro de patente concedido. Os desenvolvedores agora detêm os direitos de propriedade intelectual sobre o produto válido por 20 anos. 

Atualmente o LABFenn conta com quatro coordenadores, que trabalham auxiliando novos alunos em pesquisas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da sociedade.

Com informações do Campus Jandaia do Sul

Sugestões

Núcleo de PD de Energia Autossustentável lança seu mais novo trabalho; saiba mais
O Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável (NPDEAS) da Universidade Federal do...
Inscrições abertas para o Mestrado Profissional em Gestão de Organizações, Liderança e Decisão
O Programa de Pós-Graduação em Gestão de Organizações, Liderança e Decisão (PPGOLD) da Universidade Federal...
Projeto de extensão da UFPR participa do lançamento da Festa Feira PPPEA na Praça, em Guaratuba
O Programa de Extensão Universitária Agroecologia e Movimento e os Projetos de Extensão Sistemas Agroflorestais...
Voluntários das Universidades Federais unem esforços em apoio ao Rio Grande do Sul
As Universidades Federais de Minas Gerais, Paraná, Universidade de Uberaba, Instituto Federal do Sul...