UFPR divulga diretrizes para readequação do calendário acadêmico

13 junho, 2024
16:32
Por Bruna Soares
UFPR

Tendo em vista o contexto da greve nacional dos servidores técnico-administrativos e servidores docentes, a gestão da UFPR apresenta as seguintes diretrizes básicas para nortear a proposta de readequação do calendário acadêmico dos cursos de graduação e educação profissional da UFPR para o ano letivo de 2024 ao final da greve:

  • Garantir a reposição das cargas horárias curriculares, das aulas, avaliações e demais atividades acadêmicas não ministradas em função da greve.
  • Flexibilizar o registro da frequência dos/as estudantes desde a deflagração da greve docente.
  • Garantir que aulas presenciais não podem e não poderão ser substituídas por atividades didáticas remotas. A reposição das aulas dos cursos presenciais deve ser na mesma modalidade de ensino prevista nos projetos pedagógicos dos cursos.
  • Revisar os prazos de todos os procedimentos administrativos dos semestres afetados pela greve, incluindo cancelamentos de disciplina, trancamento de curso, estágios obrigatórios, estágios não obrigatórios e colações de grau.
  • Assegurar que disciplinas anuais possam prosseguir suas atividades didáticas seguindo o calendário vigente.
  • Flexibilizar o início do segundo semestre letivo de 2024 para acomodar as diferentes situações dos cursos de graduação e educação profissional da UFPR em decorrência da greve.
  • Atender as especificidades dos cursos do Setor Litoral e do Campus Pontal do Paraná, considerando as suas demandas para a readequação do calendário acadêmico;
  • Observar as especificidades dos cursos de 18 semanas e 20 semanas considerando as suas demandas para a readequação do calendário acadêmico;
  • Garantir período de recesso entre os semestres letivos de 2024 de no mínimo 2 semanas;
  • Encaminhar, ao final da greve, proposta de readequação do calendário acadêmico ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) baseada nestas diretrizes.

Estas diretrizes constituem linhas gerais para a elaboração da proposta de readequação do calendário, cuja divulgação visa dar previsibilidade e reduzir as incertezas causadas pela greve sobre o calendário. A divulgação destas diretrizes não antecipa o fim da greve (o que cabe somente às categorias envolvidas) ou substitui o debate e contribuições futuras no CEPE. Elas resultam das demandas e ansiedades que afetam a comunidade sobre o calendário neste momento e foram construídas num diálogo entre reitoria, PROGRAD e demais pró-reitorias envolvidas com todas as direções setoriais e vários setores das três categorias que compõem a universidade.

A Gestão da UFPR reforça que sempre está aberta ao diálogo e reafirma seu compromisso com a democracia, a transparência e o respeito ao movimento grevista da comunidade da UFPR, atuando de forma colaborativa para buscar soluções que garantam a qualidade das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Sugestões

18 julho, 2024

Cartazes e panfletos resultantes da parceria de projetos de extensão serão apresentados em evento aberto à comunidade nesta sexta-feira (19) no Campus Jardim Botânico, em Curitiba.

18 julho, 2024

Respeitada a disponibilidade orçamentária institucional, a Prograd pode disponibilizar até 500 vagas de monitoria, das quais 100 serão reservadas à modalidade Fluxo Acadêmico.

18 julho, 2024

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através da rede Coalizão Paraná pela Década do Oceano, em parceria com […]

17 julho, 2024

Pesquisadores do C3SL e do VRI vão trabalhar com IA sobre o arquivo histórico da Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo.