Imagem Padrão

Setor de Ciências Humanas comemora 70 anos

26 fevereiro, 2008
00:00
Por

Nesta terça-feira, 26 de fevereiro, o Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes comemora seus 70 anos. Uma das iniciativas programadas para a comemoração do aniversário será a promoção de mesas-redondas ao longo de todo o ano, com o objetivo de colocar em pauta a reflexão sobre a Universidade e o Setor, seu passado e o seu compromisso futuro. Essas reflexões serão publicadas em formato de livro. A agenda das comemorações, inclui ainda o concurso para escolha da marca do Setor, com a chamada Deixe sua Marca na História da Universidade. O concurso está aberto aos alunos, professores e técnicos administrativos de toda a Universidade e o regulamento está disponível no página do SCHLA: www.humanas.ufpr. br.

Ao longo destes 70 anos, embora inúmeras modificações tenham ocorrido na sua estrutura básica, os objetivos que nortearam a criação da então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Paraná pelos professores Omar Gonçalves da Mota, Carlos de Paula Soares e Homero de Melo Braga em 1938 permanecem atuais: ampliar a cultura no domínio das ciências puras; promover e facilitar a prática de investigações originais e especializar e desenvolver conhecimentos ao exercício do magistério.

Atualmente, o SCHLA abriga onze departamentos em áreas do Design, Filosofia, História, Letras Estrangeiras Modernas, Antropologia, Música e Artes Visuais, Ciências Sociais, Comunicação Social, Psicologia, Turismo e Lingüística, Letras Clássicas e Vernáculas, na graduação e na pós-graduação, com mestrados e doutorados.

Para a professora Maria Tarcisa Bega, diretora do Setor, os 70 anos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras merece todas as comemorações, uma vez que dessa instituição de ensino que começou com os cursos de Letras, Filosofia, História e Geografia, Ciências Sociais e História Natural e, junto a ela um Instituto de Educação, temos hoje os Setores de Ciências Exatas, Ciências Biológicas, uma parte do Setor de Ciências da Terra, o Setor de Educação e o próprio Setor de Ciências Humanas. “A FFCL foi um elemento fundamental para que as várias faculdades isoladas se consolidassem na Universidade do Paraná, quando da federalização no início dos anos 50”, afirma, ao falar da importância das Humanidades, cuja faculdade de Filosofia foi um dos berços fundadores, tanto no Paraná, quanto no desenho institucional das universidades modernas, onde fica evidente na produção de um argumento crítico e de reflexão sobre os destinos da comunidade local e da sociedade paranaense e brasileira.

A diretora comenta ainda que também sua importância está consolidada em seu compromisso com a formação de profissionais altamente comprometidos com a qualidade do ensino, com a renovação criativa no campo da cultura, das artes, das ciências humanas e da literatura. “Hoje, com mais de quatro mil alunos de graduação, cerca de 500 na pós-graduação, tem como desafio a consolidação dos programas de graduação e pós-graduação, a disseminação de suas pesquisas através da extensão, buscando a constante expansão, quantitativa e qualitativa’, conclui.

Foto(s) relacionada(s):


Edifício D. Pedro I, Sede do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes
Foto: Dirce Freire Maia

Link(s) relacionado(s):

Fonte: SCHLA/ACS4

Sugestões

18 julho, 2024

Cartazes e panfletos resultantes da parceria de projetos de extensão serão apresentados em evento aberto à comunidade nesta sexta-feira (19) no Campus Jardim Botânico, em Curitiba.

18 julho, 2024

Respeitada a disponibilidade orçamentária institucional, a Prograd pode disponibilizar até 500 vagas de monitoria, das quais 100 serão reservadas à modalidade Fluxo Acadêmico.

18 julho, 2024

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através da rede Coalizão Paraná pela Década do Oceano, em parceria com […]

17 julho, 2024

Pesquisadores do C3SL e do VRI vão trabalhar com IA sobre o arquivo histórico da Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo.