Logo UFPR

UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Pesquisadores da UFPR e demais universidades brasileiras lançam pesquisa nacional

Os temas abordados na pesquisa são: direitos sexuais e reprodutivos durante a pandemia

Com o financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) por meio do Edital nº 12/2021 (Edital de Seleção Emergencial IV – Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação Impactos da Pandemia), um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em parceria com outras instituições de ensino superior do país iniciou uma pesquisa nacional para investigar os impactos da pandemia do Covid-19 nos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e meninas brasileiras.

A coordenação da pesquisa está a cargo da professora Taysa Schiocchet, da UFPR, em conjunto com outros pesquisadores da UFPR de diversas áreas, como Direito, Saúde Coletiva, Comunicação e Ciências Sociais, e de instituições de ensino superior como Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade de são Paulo (USP/Ribeirão Preto).

A pesquisa está sendo realizada atualmente e tem alcance nacional, abrangendo diferentes regiões do Brasil. Seu objetivo principal é compreender de que forma a pandemia afetou o acesso e exercício dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e meninas, especialmente no que diz respeito ao aborto legal, violência doméstica e acesso a serviços de saúde. A pesquisa visa também propor ações concretas, de advocacy e litigância estratégica, isto é, ações de incidência política, para promover maior efetividade desses direitos.

A pesquisa se desdobrará em diferentes frentes, incluindo levantamento de dados empíricos, pesquisa documental e jurisprudencial, análise das informações coletadas e proposição de ações concretas. Uma dessas frentes consiste em um questionário online, que pode ser respondido de forma anônima, por qualquer pessoa maior de 18 anos, neste link.  A participação é de extrema relevância, pois os resultados poderão ser utilizados para embasar políticas públicas e ações futuras.

Segundo a professora Taysa Schiocchet, coordenadora da Pesquisa, “É fundamental compreendermos os impactos específicos da pandemia nos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e meninas brasileiras, para podermos desenvolver ações eficazes de enfrentamento.” Além disso, a pesquisadora destaca a importância da colaboração entre diferentes instituições de ensino e áreas do conhecimento para abordar essa problemática de forma abrangente e eficiente.

Mais informações sobre o Projeto podem ser obtidas pelo site: cdh.ufpr.br, ou e-mail contato.cdhufpr@gmail.com ou pelo Instagram @cdhufpr

Foto: Divulgação CDH

Com informações da CDH/UFPR 

Sugestões

Ações de divulgação científica da UFPR são apresentadas em encontro internacional na Espanha
As atividades de divulgação científica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foram apresentadas, esta...
UFPR recebe visita visita de cortesia da cônsul-geral do Canadá
O reitor da Universidade Federal do Paraná, Ricardo Marcelo Fonseca, recebeu  nesta quinta-feira...
UFPR lança plataforma de dados espaciais gratuita
Iniciativa do Laboratório de Geoprocessamento e Estudos Ambientais disponibiliza informações inéditas...
UFPR é destaque nacional no QS World University Rankings 2024
A Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi reconhecida mais uma vez como uma das melhores universidades...