Imagem Padrão

Jornada de Matemática premia trabalhos em seis áreas

13 novembro, 2017
13:44
Por Leonardo Bettinelli
Ciência e Tecnologia

Reconhecer a qualidade e a contribuição de trabalhos desenvolvidos por estudantes de graduação. Esse é o objetivo do prêmio Excelência Acadêmica, que integra a Jornada de Matemática Aplicada e Educação Matemática (J3M) da UFPR. A cerimônia de premiação foi realizada na última sexta-feira (10), no Centro Politécnico.

Durante quatro dias de evento, estudantes de graduação, sob a orientação de professores, apresentaram 58 trabalhos em seis subáreas: Álgebra, Análise Matemática/Equações Diferenciais, Análise Numérica, Educação Matemática, Geometria e Topologia e Otimização.

Estudantes e professores durante a cerimônia de premiação da J3M. Fotos: Samira Chami Neves

Bancas especializadas avaliaram as apresentações dos acadêmicos. No total, 18 trabalhos foram premiados.

Na J3M, os alunos divulgam os trabalhos, recebem sugestões da banca e se preparam para outros eventos. É um aprendizado incrível, até mesmo para os orientadores, porque o feedback da banca também serve para nós”, destacou a coordenadora do curso de Matemática da UFPR, Elisângela de Campos.

O idealizador da Jornada, professor Alexandre Kirilov, lembrou que a ideia era criar um evento escola. “Na escola você pode errar, por isso a proposta é cometer erros aqui e levar o aprendizado para os eventos nacionais e internacionais”, disse. Kirilov também falou sobre o desenvolvimento da J3M. “A Jornada começou pequena e hoje dobrou de tamanho, não imaginei que cresceria tanto”, avaliou.

O professor José Eduardo Pecora Júnior representou a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPR. “O evento é uma semente que planta o gosto pela pesquisa. Com essa atitude do departamento de Matemática, vão nascer futuros pesquisadores”, ressaltou.

O vice-diretor do setor de Ciências Exatas, professor Alexandre Trovon, parabenizou os trabalhos. “A Jornada tem a capacidade de abranger diversos assuntos. Muitos trabalhos já chegaram a um nível além da graduação, são novos pontos de vista, futuros projetos e temas de investigação”, afirmou.

O evento foi organizado por 15 estudantes do curso que integram o PET – Programa de Educação Tutorial. O coordenador da Jornada e chefe do departamento do curso de Matemática, José Carlos Eidam, avalia como positiva a edição. “Em todas as bancas tivemos trabalhos muito bons e uma participação grande de outras universidades. O mais interessante é que houve um engajamento dos estudantes que cuidaram de todos os detalhes e, assim, também aprenderam a organizar um evento”, explicou.

Reconhecimento e aprendizado

Estudantes Keith Gabriella Flenik Morais e Rogério Otávio Mainardes da Silva recebendo a premiação.

O estudante Eduardo Magalhães de Castro recebeu menção honrosa pelo trabalho na edição de 2016 e voltou a participar do evento neste ano. “Agora eu apresentei um projeto de pesquisa na área de álgebra. A Jornada é uma ótima experiência porque a banca é específica na área e nos dá a oportunidade de aprimorar os estudos e desenvolver habilidades”, destacou.

João Lubanco, do quarto período de Matemática da UFPR, buscou descrever como o calor se comporta em uma barra de ferro. “É a segunda vez que participo da Jornada. São meses de preparação e esforço e a experiência da apresentação já é válida”, disse.

Entre os premiados da J3M está Rogério Otávio Mainardes da Silva, graduando da UFPR. O trabalho premiado é da área de Educação Matemática. “Para mim, é uma vitória. Estamos trabalhando nesse conteúdo há quase um ano. Ganhar o prêmio é muito gratificante”, analisou.

Rogério desenvolveu o trabalho em parceria com a namorada, a estudante da UTFPR Keith Gabriella Flenik Morais. “Adoro o que faço e ter o reconhecimento dos professores é muito bom. Já penso em começar a escrever sobre outras atividades que estou desenvolvendo agora”, concluiu.

Sugestões

18 julho, 2024

Cartazes e panfletos resultantes da parceria de projetos de extensão serão apresentados em evento aberto à comunidade nesta sexta-feira (19) no Campus Jardim Botânico, em Curitiba.

18 julho, 2024

Respeitada a disponibilidade orçamentária institucional, a Prograd pode disponibilizar até 500 vagas de monitoria, das quais 100 serão reservadas à modalidade Fluxo Acadêmico.

18 julho, 2024

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através da rede Coalizão Paraná pela Década do Oceano, em parceria com […]

17 julho, 2024

Pesquisadores do C3SL e do VRI vão trabalhar com IA sobre o arquivo histórico da Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo.