Estudantes da UFPR participam de ações solidárias no início do ano letivo

11 abril, 2023
09:35
Por Aline Fernandes
Ensino e Educação

Ao longo do ano de 2023, a Universidade Federal do Paraná deverá receber mais de 4.500 novos alunos em seus diversos campi. O momento de ingresso no ensino superior é marcado por ações institucionais que buscam o acolhimento dos calouros. Diversos cursos também promovem atividades de cunho social, que envolvem ações sociais voltadas à sociedade em geral.

Conheça abaixo algumas das iniciativas realizadas neste ano.

Arborização do Politécnico

Noventa espécies nativas utilizadas em arborização urbana foram plantadas no Centro Politécnico na segunda edição da “Arborização do Campus – Boas Práticas de plantio”. A ação foi promovida pelo Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Nimad), em parceria com o Diretório Acadêmico de Engenharia (Daep) da Universidade Federal do Paraná, com o objetivo de contribuir com o Plano de Arborização dos Campi da UFPR.

Três locais do Centro Politécnico foram selecionados: a entrada do campus pelo Jardim das Américas recebeu o plantio de Ipês Brancos (Tabebuia roseo-alba); os estudantes também plantaram uma linha de Ipês roxo (Handroanthus impetiginosus) e rosa (Handroanthus heptaphyllus) na entrada pela rua Coronel Henrique H. dos Santos; houve ainda o plantio de mudas de espécies nativas e algumas frutíferas em uma área de nascente degradada localizada no campus.

Mudas preparadas para o plantio no Centro Politécnico. Foto: Lucca Pilatti Merhy

A programação de ação sustentável também incluiu uma apresentação das práticas desenvolvidas pela Comissão de Arborização dos Campi. Para a presidente da Comissão e engenheira florestal, Carla Maria Camargo Corrêa, as ações desenvolvidas junto aos Centros Acadêmicos representam, atualmente, a principal fonte de apoio aos trabalhos de campo, uma vez que a Comissão não dispõe de equipe de manutenção própria.

A prática foi realizada no Dia Mundial da Água (22 de março), instituído pela ONU em 1992. A data representa uma iniciativa da comunidade internacional para discutir questões essenciais que envolvem os recursos hídricos.

Plantio de recuperação da nascente degradada. Foto: Henrique Ukan

Revitalização de escolas

Mais de 200 alunos de diversos cursos do Setor de Tecnologia participaram de uma ação solidária para a revitalização do espaço físico de escolas da rede pública de Curitiba e região metropolitana. A atividade acontece no início de cada semestre, com organização do Interface do C7, em conjunto com os centros e diretórios acadêmicos dos cursos de Engenharia e Arquitetura da Universidade Federal do Paraná.

Nessa edição, foram revitalizadas as escolas CMEI Bonfim, CMEI Flor de Lis, Colégio Estadual Pio Lanteri e Escola Noely Simone de Ávila.

Além da manutenção dos espaços, também foram realizadas atividades com os alunos das escolas, por meio das participações da Bateria do C7, do time Cheerleading Viking C7, da Atlética C7 e do AIChE (Instituto Americano de Engenheiros Químicos).

Novos doadores

A doação de sangue foi a atividade de integração do curso de Farmácia da UFPR. Os calouros interessados e aptos a doarem sangue foram conduzidos ao Hemepar em dois dias diferentes. “Como caloura, fiquei um pouco nervosa com a ideia do trote, mas me senti super confortável quando vi como seria. Foi tudo muito tranquilo e os veteranos foram super acolhedores. Adorei participar e achei a ideia incrível”, relatou a caloura Gabrielle Ribeiro de Araújo.

A ação foi promovida pelo projeto HemoPET, do Programa de Educação Tutorial (PET), que busca difundir conhecimentos acerca da tipagem sanguínea e doação de sangue. Previamente, a equipe elaborou um material digital sobre a doação de sangue (disponível aqui).

Para Alana Martins Carvalho, caloura do curso, a experiência trouxe a noção de como os alunos da universidade pública podem contribuir para a sociedade de diversas formas. “Foi uma maneira de conhecer novos amigos, me sentir parte atuante de uma instituição de ensino de peso e, além disso, marcar meu início de vida universitária com uma ação que pode salvar vidas”, destacou.

Trote

A Universidade Federal do Paraná não tolera qualquer forma de violência – física, moral ou simbólica – na recepção dos calouros. A instituição disponibiliza os seguintes canais institucionais para denunciar atitudes violentas, ofensivas e discriminatórias: o e-mail alertatrote@ufpr.br, o telefone (41) 3888-7757 e o WhatsApp (41) 98424-0034.

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) orienta que sejam enviadas informações sobre local, data e hora da ocorrência, o tipo de violência e, se possível, identificação do denunciante e dos suspeitos de praticarem a violência, porém a denúncia poderá ser feita anonimamente.

Fotos: divulgação

Sugestões

18 julho, 2024

Cartazes e panfletos resultantes da parceria de projetos de extensão serão apresentados em evento aberto à comunidade nesta sexta-feira (19) no Campus Jardim Botânico, em Curitiba.

18 julho, 2024

Respeitada a disponibilidade orçamentária institucional, a Prograd pode disponibilizar até 500 vagas de monitoria, das quais 100 serão reservadas à modalidade Fluxo Acadêmico.

18 julho, 2024

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através da rede Coalizão Paraná pela Década do Oceano, em parceria com […]

17 julho, 2024

Pesquisadores do C3SL e do VRI vão trabalhar com IA sobre o arquivo histórico da Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo.