Logo UFPR

UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Estudantes da UFPR participam de imersão em conservação da natureza

Alunos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) vão participar, nesta sexta-feira (8), no próximo sábado (9) e no domingo (10) de uma imersão em conservação da natureza no litoral do estado. O evento é promovido pelo Sindicato dos Médicos Veterinários do Paraná (Sindivet) e pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS).

O encontro ocorre na Fazenda Canguiri, de propriedade da UFPR, em Pinhais, e na Reserva Natural Guaricica e Reserva Natural das Águas, da SPVS, ambas em Antonina. A expectativa do evento é transmitir aos estudantes, que já cursam os últimos anos de suas formações, conhecimentos aprofundados sobre aspectos relacionados à conservação da natureza. E a sua importância para a manutenção da vida na Terra, para o bem-estar, para o exercício da profissão e também para a economia e o futuro dos negócios. Na agenda, serão abordados temas como a valorização da ciência, mudanças climáticas, perda de biodiversidade, relevância das áreas naturais protegidas e o conceito de produção de natureza, entre outros.

Dos dez estudantes selecionados, seis são do curso de Medicina Veterinária – três, do campus da Federal em Palotina, no oeste paranaense. As demais vagas foram preenchidas por estudantes de Biologia, Agronomia, Engenharia Florestal e Gestão Ambiental – alguns vinculados à UFPR Litoral, em Matinhos.

Formação humanista e estímulo à valorização da natureza

Renato Bochicchio, diretor da Integra UFPR, Diretoria de Desenvolvimento e Integração dos Campi da Universidade, foi o responsável pela seleção dos alunos. Para o docente, o encontro representa uma oportunidade de qualificação profissional, baseada em princípios humanistas e de integralidade entre vida humana e natureza. “Precisamos de uma educação que, cada vez mais, promova o respeito à multiculturalidade, à diversidade e estimule o desenvolvimento da cidadania. Temos de compreender o que significa, de fato, o conceito de ecologia profunda, que é a noção de que não dominamos a natureza; fazemos parte dela”, destaca.

O conteúdo da imersão foi desenvolvido pela SPVS, em parceria com o professor Alessandro Ângelo, que leciona no curso de Engenharia Florestal da UFPR. Os recursos para a contratação da formação são do Sindicato, cuja equipe tem a expectativa de que a experiência-piloto estimule o desenvolvimento de novos encontros em parceria com cursos e universidades brasileiras. Dois agrônomos e dois veterinários também colaboram com a capacitação.

Clóvis Borges, diretor-executivo da SPVS, informa que a entidade está aberta a promover capacitações semelhantes a pessoas, empresas e instituições de ensino que tenham interesse em apadrinhar as formações. “Embora seja um tema de relevância crítica na atualidade, estando inserido em todas as atividades humanas, na prática, ainda existe um grande vácuo na formação de profissionais no que se refere ao tema da conservação.

“Nada mais interessante para um profissional da área do que conhecer os detalhes sobre a recuperação de uma floresta, que leva muitas décadas para se recuperar depois de degradada, mas poucos minutos para ser destruída”, pontua o presidente do Sindivet, Cezar Pasqualin, em referência à recuperação das áreas degradadas, que foram transformadas nos 19 mil hectares que integram as três Reservas Naturais que a SPVS mantém.

Com informações do Sindivet do Paraná

Sugestões

Desinfestação de fungos em livros fundiários do Incra é realizada na UFPR
O Laboratório de Geoprocessamento e Estudos Ambientais (Lageamb) em parceria com o Laboratório de Gestão...
Professor da UFPR é homenageado com a maior honraria da Sociedade Brasileira de Química
O professor do Departamento de Química da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Aldo Jose Gorgatti Zarbin,...
CHC-UFPR tem projeto aprovado em Programa de Apoio a Ambientes Promotores de Inovação no Paraná
O projeto tem por finalidade a estruturação do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde do CHC-UFPR Em...
UFPR em Jandaia do Sul recebe sua primeira carta-patente por produto redutor de defensivos agrícolas em superfícies de frutas
Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em Jandaia do Sul conquistaram um marco...