Logo UFPR

UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Ciência UFPR: Transtornos do sono em crianças podem indicar problemas de saúde bucal

Alterações nos dentes e na boca podem ocasionar problemas relacionados ao sono, assim como distúrbios dessa ordem podem influenciar na condição bucal de crianças

Quem já teve, sabe: a dor de dente consegue atrapalhar qualquer atividade do cotidiano, sem mencionar a dificuldade enfrentada na hora das refeições. Mas para além das tarefas do dia a dia, esse desconforto pode ter impacto na hora do descanso.  

Em artigo publicado no periódico European Archives of Paediatric Dentistry, da Springer Nature, Bruna Luiza Maximo Ramos, pesquisadora egressa da pós-graduação em Odontologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), confirmou que a dor de dente e o desconforto dentário estão associados a uma maior prevalência de distúrbios do sono.   

A publicação é decorrência de sua dissertação de mestrado, que trata da mesma temática. Colaboraram com o estudo a então mestranda do mesmo programa, Aline Midori Batista Umemura; o orientador José Vitor Nogara Borges de Menezes; e a co-orientadora Juliana Feltrin de Souza, ambos professores do Departamento de Estomatologia da UFPR; além do professor Oliviero Bruni, da Universidade Sapienza de Roma (Itália).  

O estudo teve como objetivo avaliar a prevalência de distúrbios do sono em crianças brasileiras entre quatro e cinco anos de idade a partir do relato dos pais sobre desconforto e dor dentária. A pesquisa transversal – cuja coleta de dados é feita em um momento e em um local específicos – foi realizada na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, com 604 crianças em fase pré-escolar, matriculadas em escolas municipais. 

Entre os resultados observados nas respostas a dos questionários, destaca-se que 21% das crianças apresentavam distúrbios respiratórios do sono, como apneias; 19% tinham transtornos da transição sono-vigília, quando se tem sono muito mais cedo ou muito mais tarde do que o exigido pelo ambiente; e 13% suavam excessivamente dormindo, hiperidrose do sono. 

Outra pesquisa feita pelos cientistas diz respeito à observação de dor de dente nas crianças por parte dos pais e em qual período isso ocorria; além de comportamentos relacionados à dor e ao desconforto de origem dental. De acordo com os dados coletados, foi possível concluir que 62% (363) das crianças apresentavam pelo menos um sinal indicativo de dor e de desconforto dentário. Também foi observado que 8% (49) dos participantes necessitavam tratamento odontológico mais invasivo. 

Leia a matéria completa, com infográfico, no site da Ciência UFPR

Conheça e acompanhe os canais da Ciência UFPR aqui

Edição 7 - Revista Ciência

   Foto de destaque: Ilustração / Freepik

Sugestões

Nova seleção de Bolsistas - Projeto de Extensão Mapas Culturais: Mapeamento e Gestão Cultural
Estão abertas as inscrições para seleção de bolsistas de graduação e pós-graduação (doutorado) em diferentes...
Projeto de Extensão Saúde nas Ilhas promove atividades em Guaraqueçaba 
Nos dias 08 e 09 de junho o projeto Saúde nas Ilhas, sob coordenação da professora Fernanda Moura D’Almeida...
Estudantes de Publicidade e Propaganda criam curso gratuito e online de Comunicação Visual
Está disponível pela plataforma institucional da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Aberta um curso...
UFPR divulga diretrizes para readequação do calendário acadêmico
Tendo em vista o contexto da greve nacional dos servidores técnico-administrativos e servidores docentes,...
pt_BRPortuguese