Aluna da UFPR vence Congresso Internacional de Educação Médica e Inovação com startup

19 junho, 2024
13:00
Por Bruna Soares
UFPR

Entre os dias 08 e 10 de junho, Letícia Farias de Souza, aluna do 11º período do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), participou do  evento PHIS CIIPES  2024 – Congresso Internacional de Educação Médica e Inovação, realizado pela Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Cornell University do Qatar. 

Foto: Arquivo pessoal

Além das aulas com grandes palestrantes nacionais e internacionais, o evento contou com um Pitch Challenge for Startups (Veja o regulamento aqui) nas categorias Ed-Tech e Health Tech. Nele, empreendedores de todo o país em diferentes fases de desenvolvimento tiveram a oportunidade de inscrever a sua empresa ou ideia para avaliação de um júri que selecionou oito empresas para apresentar presencialmente e em inglês o seu Pitch em até 4 minutos.

Uma delas, que acabaria sendo a vencedora na sua categoria, foi a startup Cori Health. Fundada por uma aluna de Medicina da UFPR, uma aluna de Medicina e dois alunos da Engenharia de Software da  Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Letícia Farias de Souza foi a responsável pela apresentação da empresa em 4 minutos para uma banca composta por professores da USP e da Cornell- Qatar.

“Acredito que participar de um evento como esse agrega em muitos fatores da minha formação. Além de ter a oportunidade de assistir a excelentes palestras sobre os temas educação médica e inovação, que muito me interessam, também foi a primeira vez que fiz uma apresentação ao público em inglês e com um júri de peso avaliando. Então, foi uma grande chance de treinar a oratória e enfrentar o medo de falar em público, uma habilidade essencial para todas as profissões.”, disse Letícia Farias. 

A Startup trata-se de uma Plataforma de Desenvolvimento do Raciocínio Clínico, baseada numa metodologia de ensino ativo. Nossa proposta é tornar o ensino mais prático e dinâmico e, ao mesmo tempo, envolver o professor no processo e fornecer a eles todos os dados da evolução dos seus alunos

Com a vitória no concurso, a equipe terá direito a mentoria negócios e networking oferecidos por especialistas da Weill Cornell Medicine e a possibilidade de uma visita in loco Weill Cornell Medicine em Nova York/EUA, ou Doha/Qatar, e reuniões com algumas instituições locais.

Foto: Arquivo pessoal

Letícia ainda ressalta a importância da  UFPR durante sua trajetória. “ A ufpr está presente em todas as áreas da minha vida e, com certeza, aprendi muito com relação à inovação nela. Especialmente na Liga Acadêmica de Inovação em Saúde (Labis), cujo professor orientador, Rogério de Fraga, estava no Congresso e assistiu a minha apresentação”. 

Letícia Farias ao lado do professor Rogério de Fraga, Urologista na UFPR e orientador da Labis. Foto: Arquivo pessoal

Para finalizar, Letícia ressalta que: “Alguns professores da UFPR já viram o projeto e, além de incentivar, nos ajudaram com a formulação de casos clínicos, deram opiniões e sugestões de melhorias”. 

Sugestões

18 julho, 2024

Cartazes e panfletos resultantes da parceria de projetos de extensão serão apresentados em evento aberto à comunidade nesta sexta-feira (19) no Campus Jardim Botânico, em Curitiba.

18 julho, 2024

Respeitada a disponibilidade orçamentária institucional, a Prograd pode disponibilizar até 500 vagas de monitoria, das quais 100 serão reservadas à modalidade Fluxo Acadêmico.

18 julho, 2024

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através da rede Coalizão Paraná pela Década do Oceano, em parceria com […]

17 julho, 2024

Pesquisadores do C3SL e do VRI vão trabalhar com IA sobre o arquivo histórico da Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo.