Ridesa lança 21 novas variedades de cana-de-açúcar em evento virtual – 28 de julho

16 julho, 2021
09:18
Por Lais Murakami
0
Evento

A Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento Sucroenergético (Ridesa) libera, no dia 28 de julho, 21 novas variedades de cana-de-açúcar desenvolvidas em várias regiões produtoras do Brasil por meio de melhoramento genético. O evento, que comemora os 30 anos da Rede e os 50 anos das cultivares denominadas República do Brasil (RB), também será a data de lançamento de três livros sobre a temática: “50 anos de variedades RB de cana-de-açúcar; 30 anos de Ridesa”; “50 years of RB sugarcane varieties; 30 years of Ridesa”; e “Liberação nacional de variedades RB de cana-de-açúcar”.

A Ridesa é o principal núcleo de pesquisa canavieira no âmbito do Governo Federal. As variedades da sigla RB são cultivadas em mais de 65% da área com cana-de-açúcar no país, uma contribuição de cerca de 12,3% na matriz energética do Brasil. As qualidades mais cultivadas no país são a RB867515, desenvolvida na Universidade Federal de Viçosa, seguida pela RB966928, desenvolvida na Universidade Federal do Paraná. Essa última, liberada em 2010, está presente em 14% da área nacional cultivada com cana-de-açúcar.

O lançamento terá palestrantes de sete das dez universidades federais que integram o convênio de cooperação técnica da Ridesa: Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). O evento é aberto ao público e será transmitido ao vivo, a partir das 16 horas, no canal da Ridesa no YouTube.

UFPR na Ridesa

Desde 1992, o Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar, vinculado ao Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade da universidade paranaense, já desenvolveu dez variedades e, no evento do dia 28, deve liberar outras quatro.

Entre as vantagens das novas variedades estão o elevado teor de sacarose, os diferentes ciclos de colheita e as adaptações a vários tipos de solos e ambientes. O coordenador do Programa na UFPR, professor Ricardo Augusto de Oliveira, explica as características de cada uma delas. “Destaco o elevado teor de sacarose da RB056380 e da RB056351, sendo recomendas para cultivo em ambientes de alta a média fertilidade. Ambas possuem ciclo precoce, isto é, podem ser colhidas no início de safra. A RB006970 também tem alto teor de sacarose e apresenta um período de colheita maior, podendo ser colhida do início ao meio de safra. Ela é recomenda para cultivo em ambientes de alta a média fertilidade, com melhores resultados quando cultivada em solos com boa retenção de umidade. Já a variedade RB036152 tem melhores resultados em solos de média a baixa fertilidade. Ao longo dos cortes, ela apresenta elevados rendimentos agrícolas e possui teor de sacarose de médio a alto”.

Com as 21 novas variedades, das quais quatro criadas na UFPR e 17 desenvolvidas em outras instituições, a Ridesa terá liberado 114 qualidades de cana-de-açúcar RB desenvolvidas em 50 anos de pesquisa pelo setor público. “As novas cultivares são adaptadas para as regiões de cultivo que possuem características climáticas, solos, tecnologia de manejo e outros fatores que influenciam no seu desempenho agrícola”, revela Oliveira.

“Liberação nacional de variedades RB de cana-de-açúcar”

Data: 28 de julho de 2021

Horário: 16 horas

Local: Canal da Ridesa no YouTube

Sugestões

24 julho, 2024

Os linguistas Carlos Alberto Faraco e Fernando Gil são finalistas em Letras, Linguística e Estudos Literários; a filósofa Maria Isabel Limongi, em Filosofia.

23 julho, 2024

Coalizão Paraná pela Década do Oceano já reúne cerca de 90 pesquisadores paranaenses em torno da cooperação e da divulgação de conhecimento sobre temas oceânicos.

22 julho, 2024

Na tarde desta sexta-feira (19/07), a reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR) realizou uma reunião com representantes […]

22 julho, 2024

Nos dias 20 e 21 de julho o Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR) […]